Depurando falhas do kernel usando o kdump

  1. A memória deve ser reservada para o kernel que falhou durante a inicialização do primeiro kernel. crashkernel=auto provavelmente é memória insuficiente no Fedora CoreOS. Recomenda-se iniciar o teste com 300M. Os argumentos do kernel podem ser fornecidos assim:

    sudo rpm-ostree kargs --append='crashkernel=300M'

    Mais informações sobre como modificar kargs via rpm-ostree.

  2. Por padrão, o caminho no qual o vmcore será salvo é /var/crash. Também é possível gravar o despejo na rede ou em algum outro local no sistema local editando /etc/kdump.conf. Para obter informações adicionais, consulte https://www.mankier.com/5/kdump.conf [kdump.conf(5)] e os comentários em /etc/kdump.conf e /etc/sysconfig/kdump.

  3. Habilite o serviço systemd kdump.

    sudo systemctl enable kdump.service
  4. Reinicialize seu sistema.

    sudo systemctl reboot
É altamente recomendável testar a configuração após configurar o serviço kdump, com atenção extra para a quantidade de memória reservada para o kernel de travamento. Para informações sobre como testar se o kdump está devidamente armado e como analisar o despejo, consulte a documentação de kdump para Fedora e a documentação do kernel Linux sobre kdump.